Notícias

24/04/2015

USO DE DADOS ABERTOS É COLOCADO COMO FUNDAMENTAL PARA ESTIMULAR A DEMOCRACIA NO PAÍS

Até pouco tempo atrás, buscar informações sobre a utilização de recursos ou obtenção de dados governamentais era um trabalho que exigia muito esforço e paciência. Era preciso buscar a informação de maneira arcaica, em livros empoeirados ou em caixas no alto de estantes. Na melhor das hipóteses, era preciso folhear Diários Oficiais em busca do conteúdo desejado.


Este cenário, porém, se alterou com o passar dos anos e o advento de novos recursos e ferramentas tecnológicas. Atualmente, em poucos cliques é possível obter a informação desejada. Mas ainda há bastante espaço para avançar no campo de dados abertos. É com esta premissa que dirigentes governamentais alegam trabalhar para que o Brasil seja, em um futuro próximo, uma nação totalmente informatizada.


Na manhã desta quinta-feira (23), representantes de diversos órgãos da Administração Pública se reuniram em Brasília (DF) para debater os avanços na área, durante a abertura do seminário Brasil 100% Digital. Na avaliação desses dirigentes, universalizar a abertura de dados e informatizar documentos é uma forma marcante de estimular a democracia.


“Este é um tema que está em sintonia com a agenda da presidente Dilma Rousseff. Temos a obrigação de acelerar o processo de uso de novas tecnologias para democratizarmos o acesso à informação. Não temos caminho de volta. Esse processo vai trazer inovação, investimentos, vai melhorar a educação. Devemos avançar para um governo 100% digital e um País 100% digital”, afirmou o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante.


Em um momento em que a economia brasileira passa por dificuldades e com projeção de recessão de 1,2% para este ano, de acordo com o Informe Conjuntural da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a valorização do uso de tecnologias da informação e comunicação (TICs) pode se transformar em um fator positivo para a recuperação das contas nacionais. Segundo o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, este setor tem potencial para estimular a economia.


“O governo tem um grupo de trabalho para estimular o uso de TICs na esfera federal. O uso de TICs tem potencial para estimular a economia, por conta de toda a sua cadeia de produção”, observou.


O titular do MPOG anunciou ainda que o ministério vai colocar no ar um site para que a sociedade ajude na construção do Plano Plurianual de 2016 a 2019.


O ParticipaBR receberá sugestões sobre onde e como devem ser utilizados os recursos federais nos próximos anos.


Investimentos


Para o ministro-presidente da Controladoria Geral da União (CGU), o cenário de avanços na informatização dos dados se deveu a investimentos consistentes em TICs nos últimos anos. “Os avanços que tivemos nos últimos anos, como na Receita Federal, se deveram a investimentos em TICs. A tecnologia é ferramenta fundamental para a melhora nos serviços e da transparência no Brasil”, afirmou.


Ajuda do exterior


O evento conta com a participação de especialistas internacionais e representantes diplomáticos. Segundo o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Aldo Rebelo, o Brasil deve se inspirar em iniciativas positivas de outras nações para criar o seu próprio modelo de digitalização. Uma das experiências citadas foi a informatização total dos dados do governo do Reino Unido.


“O Brasil 100% Digital é uma ambição que abraçamos a partir de experiências do exterior para democratizar e universalizar o uso de TICs na sociedade brasileira”, afirmou Aldo.


Projetos


Os Poderes Legislativo e Judiciário também estiveram presentes e apresentaram projetos voltados para a informatização de dados. Primeiro-Secretário da Câmara dos Deputados, Beto Mansur (PRB-SP) citou a abertura das contas da Casa desde 2002 como exemplo. Já o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) prometeu para 4 de maio o início da informatização total dos processos internos do Senado Federal – até agora, cerca de três mil funcionários já tiveram assinaturas digitalizadas para seguir o novo padrão estabelecido. Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski citou a informatização total do sistema judiciário em todo o Brasil.


Site: Agência Gestão CT&I

Data: 23/04/2015

Hora: 12h

Seção: ------

Autor: Vicente Melo

Link:www.agenciacti.com.br

Venha fazer parte da nossa equipe de vencedores. Cadastre seu currículo.

Copyright © 2011-SindInformática - Todos Direitos Reservados

Avenida Anhanguera, nº 5674, sala 401, 4º andar - Setor Central - CEP: 74.043.011 - Goiânia/GO. Fone: (62) 3942.9499 | (62) 3942.9599

Produzido por