Notícias

04/07/2013

SETOR DE TI LIDERA GERAÇÃO DE EMPREGO

Segundo estudo do Ipea divulgado ontem, o setor de tecnologia da informação (TI) criou 49,5 mil novas vagas, respondendo por 16% dos 304,3 mil postos de trabalho gerados de janeiro de 2009 a dezembro de 2012 para profissionais de ensino superior no Brasil. A segunda profissão de nível superior que mais contratou no período foi a de enfermeiros, com 27,2 mil, ou 9% do total.

Essas duas categorias, somadas a mais três grupos -profissionais de relações públicas, publicidade, mercado e negócios; secretários executivos; e farmacêuticos- respondem no total por 40% das vagas criadas para graduados nos últimos três anos, aponta o Ipea.

 

Salários

De acordo com o estudo, o comportamento dos salários entre os profissionais graduados foi bastante variado entre 2009 e 2012, pois alguns grupos tiveram ganhos expressivos enquanto outros amargaram perdas salariais.

O aumento da remuneração se concentrou em ocupações típicas do setor público, médicos, algumas especializações de engenharia e arquitetura, pesquisadores em engenharia e em ciências da agricultura e algumas especializações de professores do ensino superior.
O salário médio de admissão dos peritos criminais lidera entre as com maior percentual de aumento, com alta de 524% para R$ 7.793,91. As outras duas profissões com os maiores aumentos foram: profissionais da administração dos serviços de segurança (R$ 6.874,97, uma alta de 174%) e auditores fiscais da previdência social (R$ 2.582,65, expansão de 86%).

Embora sejam essas três as profissões com maiores ganhos, na média, considerando um recorte de profissionais da faixa etária de 49 anos, quem ganha mais são médicos, com média salarial de R$8.459, em valores de hoje. Quem ganha menos, nesta mesma faixa etária, são os que atuam na área de religião, com R$ 2.175,00. Quem trabalha mais são os engenheiros mecânicos, com 42,9 horas semanas e os que menos trabalham são os formados em física, com 34,6 horas semanais.

Na outra ponta, os profissionais cujos salários iniciais mais caíram foram os chefes de cozinha, os engenheiros ambientais e os delegados de polícia.

 

PROFISSIONAIS TÉCNICOS

A área que mais gerou vagas para profissionais de nível técnico nos últimos três anos foi a saúde. Segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pelo Ipea, houve a contratação líquida de quase cem mil técnicos da saúde humana de 2009 a 2012, período em que foram criadas 402.490 vagas formais para profissionais com ensino técnico.

Outras profissões que apresentaram elevado nível de contratação no período foram os técnicos em eletroeletrônica e em operações comerciais (mais de 40 mil vagas cada) e os técnicos com formação administrativa e em educação infantil (mais de 20 mil postos cada).

Já as ocupações que apresentaram maiores ganhos salariais de 2009 a 2012 foram os técnicos em operação de câmara fotográfica, cinema e televisão. Em três anos, os salários de admissão médio da categoria teve aumento de 51,1% acima da inflação, para R$ 2.046,16.

Logo atrás, a remuneração inicial dos técnicos de inspeção, fiscalização e coordenação administrativa teve aumento de 41,6%, para R$ 1.770,20, e a dos técnicos em laboratório, ganho de 29,3%, para R$ 1.952,94. outra ponta, os piores desempenhos foram registrados entre os técnicos em pesquisa e desenvolvimento (P&D), em necrópsia e em biologia, cujos salários recuaram de 2009 a 2012.

 

Fonte: Jornal O Hoje

Venha fazer parte da nossa equipe de vencedores. Cadastre seu currículo.

Copyright © 2011-SindInformática - Todos Direitos Reservados

Avenida Anhanguera, nº 5674, sala 401, 4º andar - Setor Central - CEP: 74.043.011 - Goiânia/GO. Fone: (62) 3942.9499 | (62) 3942.9599

Produzido por