Notícias

03/06/2013

HGG REALIZA PROGRAMAÇÃO ESPECIAL NO DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

A Furukawa envia embalagens retornáveis para as empresas, para o correto descarte do cabeamento estruturado. Eles são enviados a Curitiba (PR) onde são processados e novos cabos são enviados às empresas. Não há necessidade de desembolso de caixa para nenhuma das empresas envolvidas e as operações são feitas de forma legal e registradas em notas fiscais.

O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech) realiza no Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, programação especial sobre o tema. O Hospital Alberto Rassi – HGG promoverá uma discussão sobre sustentabilidade e tecnologia verde, além de apresentar os projetos relacionados como o uso de materiais sustentáveis, o plano de descarte de resíduos e o Projeto Hospital Sem Papel.

O gerente regional da Furukawa, empresa de insumos eletrônicos, Ricardo Guimarães, falará sobre o descarte correto de lixo eletrônico e o projeto Green IT. O HGG está em processo de certificação e vai dar destinação correta aos cabos de energia, eletrônicos e telefônicos assim que terminar as obras de reforma do ambulatório e centro cirúrgico.

Haverá ainda uma palestra sobre as experiências do Hospital Alberto Rassi no âmbito da sustentabilidade. A última ação do hospital foi a utilização de piso ecológico na rampa de acesso aos pavimentos. O material é feito de grânulos de pneus usados que dá mais segurança para o transporte de macas, por exemplo, por ser antiderrapante e amortecedor.

 

Assim que assumiu a gestão do HGG, o Idtech também providenciou a troca da caldeira a diesel por uma a gás, reduzindo a zero o impacto ambiental do equipamento. A força-tarefa de reparação elétrica e hidráulica, em 2012, também acabou por reduzir os gastos com água e eletricidade. A implantação de um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) também foi tratada com prioridade.

 

Hospital Sem Papel

 

Em outubro de 2012, o HGG iniciou seu processo de informatização. A proposta é automatizar todos os processos, reorganizando os fluxos de atendimento, inclusive com a implantação de prontuários eletrônicos, deixando os atendimentos mais ágeis e eficientes para o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, há o impacto ambiental na redução dos gastos com papel.

 

Para a aplicabilidade do projeto, que além dos benefícios aos usuários vai representar um grande avanço administrativo, foram adquiridos mais 90 computadores, 7 servidores e um no-break, que já estão no hospital. Além disso, estão sendo instalados 1.206 novos pontos elétricos, lógicos e telefônicos, bem como o cabeamento de fibra ótica, que garante maior rapidez na comunicação entre os pavimentos do hospital.

 

Contaminação

 

Hoje, é comum ver empresas jogarem cabos em lixos comuns ou incinerá-los. As duas alternativas geram contaminações graves no ar e no solo principalmente por conta do PVC que existe no interior destes cabos.

 

Entre os elementos nocivos que vão parar na natureza estão o cromo, o cloro, o ácido clorídrico, o chumbo, o cádmio e diversos dióxidos, sendo que 40% do chumbo e 50% do cromo vão para a atmosfera. Eles são tóxicos e cancerígenos e podem causar deformidades genéticas, alergias, problemas respiratórios, desmineralização dos ossos e irritação em olhos e mucosa.

 

Entre grandes empresas e instituições que já aderiram ao projeto Green IT estão Petrobras, Sebrae, Vivo, Bayer, Casa da Moeda, Azul Linhas Aéreas, BR Foods, GVT, Casas Bahia e Odebrecht.

 

Fonte: IDTECH

Venha fazer parte da nossa equipe de vencedores. Cadastre seu currículo.

Copyright © 2011-SindInformática - Todos Direitos Reservados

Avenida Anhanguera, nº 5674, sala 401, 4º andar - Setor Central - CEP: 74.043.011 - Goiânia/GO. Fone: (62) 3942.9499 | (62) 3942.9599

Produzido por