Notícias

20/05/2014

GOIÁS TERÁ PROJETO PILOTO DOS CORREIOS EM CELULAR

Goiás deve abrigar o projeto piloto do mais novo ramo de atuação dos Correios: a telefonia móvel celular. A expectativa é que o consumidor possa contar com mais uma opção, o que deixará esse mercado ainda mais concorrido já a partir do próximo mês de setembro, data prevista para entrada dos Correios nesse serviço, que tem sido alvo de muitas reclamações pela baixa qualidade. A informação é do diretor geral dos Correios em Goiás, Sérgio Repolho.


O Ministério das Comunicações liberou os Correios para prestar serviços de telecomunicações como uma operadora de telefonia celular através de portaria publicada no último dia 8 de maio, no “Diário Oficial da União”. Os Correios estão autorizados a entrar no mercado como operadora virtual, chamada de MVNO, ou seja, não terão infraestrutura própria e utilizarão a rede de outra companhia para oferecer serviços de telecomunicação com sua marca.

 

Assinada pelo ministro Paulo Bernardo, a Portaria nº 416 avaliza os planos dos Correios e libera a empresa para buscar algum parceiro disposto a alugar sua infraestrutura. O plano da estatal é faturar R$ 1,5 bilhão a partir do quinto ano de operação do serviço de telefonia móvel, afirmou ao G1 o vice-presidente de Tecnologia e Infraestrutura da companhia, Antonio Luiz Fuschino.

 

Tecnologia


Para sustentar a operação, os Correios têm um acordo com a holding do Grupo Poste Italiane, o serviço de correio da Itália, com a qual formará uma joint venture. Será essa empresa que pedirá à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorização para se tornar uma operadora virtual. O investimento previsto na operação é de R$ 150 milhões dentro de cinco anos.

 

“Vamos vender serviços como qualquer outra empresas. Podemos agregar tecnologia postal à mobilidade porque o mundo caminha para a mobilidade”, explica Sérgio Repolho.

 

Ele lembra que Goiás também será o palco do projeto piloto do Banco Postal. No início deste mês, os Correios assinaram um contrato com o Banco do Brasil para estabelecer o início de uma atuação como instituição financeira. O Banco Postal, já aprovado pelo Cade e com previsão de início das operações em junho, prestará todos serviços gerais de um banco.

 

Por isso, o diretor explica que os Correios chegam a esse mercado de telefonia com a vantagem de poder ter um banco físico e um virtual, agregando com os serviços de telefonia.

 

Ele ressalta que a população contará com toda a experiência de capilaridade dos Correios, com seus serviços aliados à telefonia móvel. “O Banco Postal será um grande parceiro. O cliente terá o atendimento pessoal nas agências, o virtual para telefonia e ainda poderá fazer diversas transações bancárias pelo telefone”, esclarece Sérgio Repolho.

 

Fonte: O Popular



Venha fazer parte da nossa equipe de vencedores. Cadastre seu currículo.

Copyright © 2011-SindInformática - Todos Direitos Reservados

Avenida Anhanguera, nº 5674, sala 401, 4º andar - Setor Central - CEP: 74.043.011 - Goiânia/GO. Fone: (62) 3942.9499 | (62) 3942.9599

Produzido por