Notícias

28/11/2012

BANDA LARGA: ANATEL BUSCA MAIS VOLUNTÁRIOS PARA A MEDIÇÃO NO PAÍS

Segundo informe da Anatel, divulgado nesta terça-feira, 27/11,voluntários do projeto de medição da qualidade da banda larga fixa residentes na Bahia, no Ceará, no Maranhão e no Pará começaram, nesta semana, a receber os equipamentos medidores - batizados de whitebox.

A distribuição - já acontece em outras onze Unidades da Federação: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Pernambuco, Ceará, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Com as medições, a Anatel reunirá informações para a adoção de medidas que permitam a progressiva melhoria do serviço.

Apesar do início do envio dos whiteboxes, ainda são necessários voluntários em todos os estados - inclusive onde a distribuição dos aparelhos já começou. Podem participar todos os usuários - pessoas físicas ou jurídicas - que tenham contrato de prestação de serviço de banda larga fixa em seu nome.

As medições avaliarão as prestadoras do Serviço de Comunicação Multimídia com mais de 50 mil acessos: Oi, NET, Telefônica/Vivo, GVT, Algar (CTBC), Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom. Apenas funcionários das empresas analisadas não poderão ser voluntários.

Para participar do projeto, o primeiro passo é fazer a inscrição por meio do site www.brasilbandalarga.com.br. Em seguida, deve-se fazer o teste de velocidade da conexão, conforme as orientações encaminhadas, por e-mail, pela Entidade Aferidora da Qualidade (EAQ). É fundamental que o teste seja realizado a partir de um computador ligado à internet por meio da conexão informada durante a inscrição.

Os usuários que cumprirem essa etapa e aceitarem os termos e condições do projeto participam de sorteio para a escolha dos voluntários que receberão o whitebox. Caso não receba e-mail com link para o teste de velocidade, o usuário deve verificar sua caixa de spam ou entrar em contato com a EAQ pelo endereço suporte@brasilbandalarga.com.br.

Os selecionados pela EAQ não terão qualquer ônus para a instalação dos equipamentos e também não serão remunerados. Para participar do projeto, não são necessários conhecimentos avançados de informática: basta ligar o equipamento de medição ao modem ou ao roteador e deixá-lo funcionando. O equipamento não coleta qualquer informação pessoal, nem interfere ou monitora a navegação do usuário. Além de colaborar para a aferição da qualidade da banda larga, cada voluntário receberá relatório mensal com dados relativos à qualidade do serviço em sua residência ou empresa.

Pelas metas estabelecidas nos regulamentos de Gestão da Qualidade dos serviços de Comunicação Multimídia (banda larga fixa) e Móvel Pessoal (banda larga móvel), as prestadoras deverão garantir mensalmente, em média, 60% da velocidade contratada pelos usuários. Em outras palavras, na contratação de um plano de 10 Mbps, a média mensal de velocidade deve ser de, no mínimo, 6 Mbps.

A velocidade instantânea - aquela aferida pontualmente em uma medição - deve ser de, no mínimo, 20% do contratado, ou seja, 2 Mbps. Com isso, caso a prestadora entregue apenas 20% da velocidade contratada por vários dias, terá de, no restante do mês, entregar uma velocidade alta ao usuário para atingir a meta mensal de 60%. Esses percentuais valem até novembro de 2013, quando serão ampliados.

Fonte:Site Convergência Digital 

Venha fazer parte da nossa equipe de vencedores. Cadastre seu currículo.

Copyright © 2011-SindInformática - Todos Direitos Reservados

Avenida Anhanguera, nº 5674, sala 401, 4º andar - Setor Central - CEP: 74.043.011 - Goiânia/GO. Fone: (62) 3942.9499 | (62) 3942.9599

Produzido por